Posts Relacionados
O Primeiro Dia (do fim)

oprimeirodia site

 

Quanto tempo é tempo suficiente para você se despedir desse mundo? Uma semana? Quinze dias? Para Napoleão serão doze meses. Em "O Primeiro Dia", novo episódio da série "Os Experientes", o talentoso Juca de Oliveira dá alma ao homem que, ao ter o fim de sua vida contado pelo tic tac do relógio, precisa contar ao filho Luis, um homem já adulto e distante (vivido por Dan Stulbach), que já não tem muito tempo nesse mundo.


É com essa notícia que a relação dos dois vai sofrer uma reviravolta. Enquanto o pai enxerga o filho como alguém que pouco se interessa pelo seu dia a dia, esse o vê como um homem carrancudo, que pouco aproveitou sua vida e que nunca sorri.


Mas, é ao longo de um dia inteiro, o primeiro de suas vidas juntos, que pai e filho vão se redescobrir. Através de histórias e amigos do passado, Luis vai ver que, por trás das rugas e dos cabelos brancos do pai, existiu um homem feliz, e descobrir onde esse sorriso se escondeu durante tantos anos.

143 visitas
A Lei da Água no "Cidades e Soluções" da Globo News

aleidaagua site2


A Lei da Água, produzido pela 02 em parceria com a Cinedélia, estará presente no próximo Cidades e Soluções, exibido pela Globo News. O programa, que vai ao ar na segunda-feira, dia 27, às 21:30, vai falar sobre o documentário e a importância do "cinema pedrada", que faz uso da imagem e som para lutar pelos direitos da população.


Dirigido por André D'Elia e produzido por Fernando Meirelles, o projeto teve apoio do Instituto Sócio Ambiental (ISA), WWF Brasil, Fundação S.O.S. Mata Atlântica, Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) e Bem-Te-Vi Diversidade. Com 70 minutos de duração, o documentário trata das mudanças e polêmicas do novo Código Florestal, ouvindo especialistas no assunto e mostrando o impacto disso nas torneiras dos brasileiros.

342 visitas
Notícias de Pequim

the-5th-beijing-international-film-festival poster goldposter com site


Desde o último dia 17, está acontecendo a quinta edição do Beijing International FIlm Festival e o Fernando Meirelles está por lá, fazendo parte do juri do festival.


Abaixo, seguem algumas notas que ele nos enviou direto de Pequim, falando sobre o evento, o mercado cinematográfico e a relação Brasil-China:


"Como parte do juri do Festival Internacional de Cinema de Pequim, mando aqui algumas notas sobre o evento:


- O presidente do juri é o Luc Besson, fazem parte também seu roteirista Robert Kamen,("Karate Kid" entre muitos outros) a atriz Zhou Xun de "Balzac e a Pequena Costureirinha Chinesa", um diretor russo, um de Hong Kong e o sensacional coreano, Kim Ki Duc.


- A abertura do festival deve ter custado mais caro do que custará a abertura olímpica no Rio de Janeiro com balés voadores, palco inteiro de led e infindáveis convidados incluindo Arnold Shwarzenegger que veio anunciar as filmagens de "Terminator 5" aqui na China.


- Daren Aronovksy  também subiu no palco para ser aplaudido. Encontro-o sempre pelo hotel, perguntei se seu filme Noé estava sendo exibido aqui mas ele disse que o filme está proibido na China. Nem ele sabe porque o trouxeram mas está gostando do passeio. Fizemos um selfie e mandamos  para a Rachel Weisz, ex-mulher dele.


- A nova onda dos  estúdios americanos é vir filmar aqui ou usar elementos da China em suas produções. Fazendo isso podem driblar uma regra do mercado que limita a 20 o número de lançamentos estrangeiros no país por ano.


- Luc Besson e seu roteirista estão no juri não por acaso. Também estão interessados neste mercado e começam a rodar um longa na China em maio.


- Jean-Jaques Annaud  tem um filme na seleção oficial chamado Wolf Totem, produção chinesa rodada na Mongólia. Mais um que está de olho no bilhão de espectadores aqui.


- Ciente deste interesse chinês por co-produções, a área de cultura da embaixada brasileira preparou um acordo de co-produção Brasil-China. Está pronto, os chineses querem assinar mas, segundo eles, está parado na Ancine esperando um retorno. Para nós seria interessante o acordo, espero que o Manoel Rangel, da Ancine,  arrume um tempo para ler isso.


- Ontem de manhã o Kim Ki Duc fez uma massagem nas minhas duas mãos que me fez transpirar no ato. Ele lembra um monge feliz e parece saber o que está fazendo, também como terapeuta.


- A seleção do festival é irregular mas pelo que investiram, vê-se que querem muito acertar."


Fernando Meirelles



122 visitas
Cidade estrangeira

salvador 00 peq

 

O que pessoas de países tão distintos como Holanda, Moçambique, Portugal, Alemanha e França tem em comum? Elas participam da terceira temporada da série Destino, que acompanha a jornada de cidadãos de todo o mundo que resolveram morar em Salvador por diferentes motivos, mas que, de alguma forma, tem um olhar estrangeiro sobre a cidade. Trata-se de uma realização da O2 Filmes com exibição da HBO.


Enquanto a primeira temporada se restringe à trajetória de pessoas que resolveram se aventurar em São Paulo, a segunda mostra os caminhos que levaram algumas pessoas a aportarem no Rio de Janeiro. Para esta terceira temporada, a série refaz os passos de seis personagens que escolheram Salvador como a cidade de morada. E as histórias surpreendem.


Dirigido por Fábio Mendonça, a série conta verdadeiras estórias de quem vive de contar estórias. Mais do qualquer outro olhar, Destino mostra a visão de estrangeiros sobre o Brasil, o que faz com que o espectador reflita sobre a própria brasilidade. Além de explorar as paisagens de Salvador, com todas as suas cores, texturas, sons, ritmos e sabores, a série explora os imprevistos que muitas vezes acabam agregando valor à produção.


Ao todo, a série terá seis capítulos. Em cada um deles, um protagonista diferente ganha destaque, a exemplo de Hanne, uma violoncelista holandesa de 18 anos que foi morar em Salvador como parte de um intercâmbio internacional de orquestras. Os roteiristas de Destino são Teo Poppovic, Felipe Braga, José Belmonte, e a dupla Pablo Padilha e Cris Gualda e a terceira temporada ainda não tem previsão de estreia. 


621 visitas
Em busca da "A Vaga"

avaga site

 

No início do ano passado, enquanto brasileiros começavam a decorar as casas com as cores verde e amarelo e espectadores de todo o mundo voltavam-se para as comentadas partidas de futebol da Copa do Mundo, o diretor Rodrigo Meirelles foi contracorrente. Durante meses ele acompanhou atletas que sonham em conseguir o ouro olímpico em esportes não tão comentados como o futebol. O resultado pode ser visto na série A Vaga, produzida pela O2 Filmes e exibida na HBO.


O diretor agora começa a produzir a segunda temporada da série, que abarca diferentes profissionais do esporte que desejam estar entre os finalistas nos Jogos Olímpicos do Rio. As competições só acontecem em 2016, mas o preparo para conseguir "a vaga" no evento tão cobiçado leva anos. Para a primeira temporada, os esportes escolhidos para serem retratados foram o boxe masculino, o vôlei de praia feminino, o judô masculino e a ginástica artística masculina.


A segunda temporada também contará com dez episódios e a proposta é de produzir ainda a terceira temporada, com o objetivo de captar através das lentes de Rodrigo Meirelles a trajetória dos atletas até o momento em que serão escolhidos os que representarão o Brasil nos Jogos Olímpicos. A Vaga, além de narrar a rotina dos atletas de diferentes tipos de esportes, fala sobretudo sobre sonhos. 

185 visitas
O Homem que enganou a Morte

malasartes 1

 

Não se assuste se, no meio do filme, uma figura encapuzada aparecer de repente na tela. É na tênue linha entre a fantasia e a realidade das histórias do personagem Pedro Malasartes que o diretor Paulo Morelli escreveu o roteiro e já começa a gravar o novo longa-metragem de ficção produzido pela O2 Filmes. Figura tradicional dos "causos" e contos da cultura portuguesa e brasileira, a história do caipira que engana a morte será contada agora pelas lentes do cinema no filme Pedro Malasartes, O Único Homem que Enganou a Morte, uma comédia de temas universais, como destino, liberdade e amor.


Na busca pela essência do povo caipira e do sertanejo enraizado, o longa propõe uma aventura entre dois mundos, o fantástico e o realista ao mesmo tempo. Com uma fotografia ensolarada, efeitos especiais, cenários e criaturas criadas em 3D, a produção usa e abusa das cores para mostrar toda a atmosfera fantástica de Malasartes, que deve escolher entre ser imortal, porém tornar-se A Morte, ou ser mortal e voltar a viver.


O filme, que ainda está em processo de gravação, conta com um elenco de peso: Jesuíta Barbosa, Ísis Valverde, Vera Holtz, Augusto Madeiro, Julio Andrade e Milhem Cortaz. Cheio de desafios principalmente em sua pós-produção, o projeto deverá utilizar recursos de efeitos especiais necessários para o mundo fantástico e mitológico que envolve todo o folclore que envolve Malasartes. 






798 visitas
CRÔNICAS DE UMA VELHICE ANUNCIADA

osexperientes site

 

Já diziam os mais velhos: "é sempre bom ouvir a voz da experiência". Através de quatro histórias sobre envelhecer e se redescobrir, a partir desta sexta-feira, 10, o público poderá conferir a série Os Experientes, exibida TV Globo e coproduzida pela O2 Filmes. Com uma trama envolvente e narrativas que reiteram as aventuras e desventuras de uma das melhores fases da vida, são quatro histórias que se ligam por meio de seus personagens.

 

Criada por Quico Meirelles, Os Experientes conta com o roteiro de Antonio Prata e Marcio Alemão e tem direção de Fernando Meirelles, Quico e Gisele Barroco. Para ilustrar esses personagens tão densos foram convidados atores de peso que convivem com a chamada "melhor idade": Beatriz Segall, Selma Egrei, Joana Fomm, Juca de Oliveira e os cantores Wilson das Neves, Goulart de Andrade e Germano Mathias nos papeis principais.

 

Em tempos de obsessão pela imagem e juventude, Os Experientes narra histórias de senhores e senhoras que passam por situações diversas. Cada episódio tem uma trama independente, mas que, por fim, tem uma ligação entre si. No capítulo que abre a série, Assalto, a atriz Beatriz Segall vira refém de bandidos num banco. Em Atravessadores do Samba os cantores Wilson das Neves, Goulart de Andrade e Germano Mathias emprestam sua profissão ais personagens.

 

Já no terceiro episódio, O Primeiro Dia, um pai tem uma importante conversa com o filho após descobrir uma doença grave. Já no último, Folhas de Outono, uma viúva revive o amor na terceira idade. Os Experientes vai ao ar sempre às sextas-feiras!

 

 

 

 

 

 

763 visitas
QUAL "O SENTIDO DA VIDA"?

osentidodavida2 site

 

Uma doença incurável. Uma volta ao mundo. Um olhar através espaço. Sete histórias de diferentes personagens. O novo filme do diretor Miguel Gonçalves Mendes (o mesmo de José e Pilar), O Sentido da Vida, ambiciona a busca por respostas que envolvem as relações universais entre a morte, a criação e o poder. Produzido pela O2 Filmes, o documentário tem como protagonista Giovane Brisotto, um jovem portador de paramiloidose familiar, uma doença rara e incurável de origem portuguesa, espalhada pelo mundo durante a época das grandes navegações.


Através desta premissa e na iminência de um transplante, Brisotto parte para uma viagem ao redor do mundo, traçando a mesma rota que se supõe ter sido feita quando a doença foi disseminada há 500 anos. Intercalando com a viagem, há cenas do cotidiano de sete personagens, como um líder religioso, um ator famoso ou músico referenciado. Trata-se de heróis dos dias de hoje, que funcionam como arquétipos no longa-metragem, como se fossem alguns dos retratos da sociedade atual e personagens emblemáticas da contemporaneidade.


A coprodução envolve Brasil, Portugal, Espanha e Islândia e fica pronta em 2016. A jornada do protagonista começa em Portugal (país de Miguel Gonçalves) e termina na Ilha da Decepção, na Antártida. Neste momento, o diretor segue a viagem e se encontra no Nepal, no Continente Asiático. "Estamos no Nepal onde o Giovane esteve internado uma semana devido a complicações da doença. Mas agora está finalmente bem e seguimos viagem. Enquanto estivermos vivos ir em frente é o que importa", ressaltou Miguel.


O que o filme reitera é a compreensão do que unifica a humanidade num tempo de crise e paradigmas. Em O Sentido da Vida, a pergunta que o cineasta faz é: "qual o sentido da nossa existência?".


Mais informações sobre o projeto podem ser vistas através dos links:

 

 

Site Oficial: http://www.osentidodavida.com/

Instagram: https://instagram.com/osentidodavida_ofilme

Facebook: https://www.facebook.com/sentidodavidameaningoflife

 

 

 

 

245 visitas
A LEI DA ÁGUA GANHA MELHOR FILME DO PÚBLICO DA 4ª MOSTRA ECOFALANTE DE CINEMA AMBIENTAL

ecofalante2 site

Filme de André D'Elia recebeu ainda menção honrosa do júri do festival; campanha de crowdfunding para lançamento agora se estende também para as cidades de Belém (PA), Goiânia (GO), Manaus (AM) e Natal (RN)


O documentário "A Lei da Água", dirigido por André D'Elia, com produção executiva de Fernando Meirelles, foi eleito Melhor Filme pelo público da Competição Latino-Americana da 4ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental.

Além de ter sido a escolha do público, "A Lei da Água" recebeu ainda a Menção Honrosa do júri do festival, ao lado de "Carioca era um Rio", de Simplício Neto. Produzido pela Cinedelia, "A Lei da Água" estreia no dia 30 de março nas cidades de Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Salvador, Santos e São Paulo, graças a uma campanha de crowdfunding que está levando o filme a diversas cidades brasileiras. A partir desta semana, a campanha se estende ainda para as cidades de Belém (PA), Goiânia (GO), Manaus (AM) e Natal (RN), para estreia no dia 06 de abril. 
http://agua.catarse.me/ 


Realizado ao longo de 16 meses, com entrevistas feitas em Brasília, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo, "A Lei da Água" dá voz a ambientalistas, cientistas, ruralistas e agricultores que acompanharam de perto a controversa tramitação do Código Florestal no Congresso, e que opinam sobre seus impactos, trazendo perspectivas diversas e discordantes sobre o tema.


O filme retrata a polêmica sobre as mudanças na legislação, que prevê o que deve ser conservado e pode ser desmatado nas propriedades rurais e cidades brasileiras. O impacto sobre a capacidade da floresta de proteger e alimentar mananciais de água e, assim, prevenir crises como as que afetam São Paulo hoje, por exemplo, é um dos temas centrais da produção.


Parabéns à toda a equipe!



320 visitas
SESSÃO ESPECIAL DE "A LEI DA ÁGUA" EM BRASÍLIA

brasilia aleiadaagua

 

Na última quarta-feira, dia 18, aconteceu na Câmara dos Deputados, em Brasília, uma sessão especial do filme "A Lei da Água". A sessão contou com a presença dos deputados Sarney Filho, Raimundo Gomes de Matos, Ricardo Tripoli, Edmilson Rodrigues, Fausto Pinato, Esperidião Amin, Arnaldo Jordy, Ivan Valente, Chico Alencar, Edinho Bez, Romulo Gouveia, Atila Lira e Evair de Melo, além da senadora Regina Souza.

 

Representantes de entidades ligadas à questão ambiental também compareceram à sessão que foi promovida pela Frente Parlamentar Ambientalista, sob coordenação do deputado Sarney Filho (PV-MA), e pela Fundação SOS Mata Atlântica e outras ONGs ambientalistas.

 

Para André D'Elia e Fernando Meirelles, o evento da última quarta-feira foi histórico e muito importante para que o filme cumpra um dos seus principais objetivos: a revisão do Código Florestal.

 

"O filme está superando as nossas expectativas em termos de interesse e pedido de sessões com debates. Fora esta sessão atenta e com muita presença de parlamentares no Congresso, as sessões que estão sendo marcadas em Assembléias de nove estados  mostra quanto a informação do filme estava fazendo falta.", diz Fernando Meirelles.

 

Na próxima segunda-feira, 30 de Março, o filme estréia através de um financiamento coletivo - uma campanha de crowdfunding (https://agua.catarse.me) vai levar o filme a sessões nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Curitiba, Porto Alegre e Belo Horizonte.

 

Abaixo, assista ao trailer do filme:

 

 

 

 

461 visitas
A Lei da Água - Novo Código Florestal

6j7a3110(site2)



Produzido por Fernando Meirelles, filme será lançado em campanha de crowdfunding e alerta sobre consequências da nova lei e o que ainda pode ser feito para evitar mais prejuízos ao meio ambiente


Em um momento como o que estamos vivendo, de crise hídrica, o público tem solicitado cada vez mais exibições do filme, até mesmo para entender o Código Florestal aprovado pelo Congresso Nacional", explica André D'Elia, diretor de "A Lei da Água - Novo Código Florestal", mais novo longa-metragem produzido pela Cinedelia, co-produção O2 Filmes e distribuição O2 Play. Em tempos de discussões sobre a seca em todo o País, desmatamento da Floresta Amazônica e de ações que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o Código Florestal, o filme reitera a necessidade de preservação dos recursos naturais. O longa também está disponível em pré-venda no iTunes.

 

Com produção executiva de Fernando Meirelles, o documentário retrata a polêmica sobre as mudanças na legislação que prevê o que deve ser conservado e pode ser desmatado nas propriedades rurais e cidades brasileiras. O filme estreia no dia 30 de março através de um financiamento coletivo - uma campanha de crowdfunding vai levar o filme a sessões nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Curitiba, Porto Alegre e Belo Horizonte. Já para facilitar a concretização do financiamento e levar o filme a grandes públicos, serão oferecidas sessões únicas para cada cidade.

 

O longa é uma parceria do Instituto Socioambiental (ISA), WWF-Brasil, Fundação SOS Mata Atlântica, Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) e Bem-Te-Vi Diversidade. Ao fim de cada sessão, os financiadores poderão participar de um debate especial sobre o filme, além de receber uma cartilha com dicas de como ajudar na campanha. "A Lei da Água - Novo Código Florestal" não possui fins lucrativos, e toda a verba gerada será revertida para a divulgação e exibição do mesmo em universidades, escolas, sindicatos rurais e comunidades carentes.


O filme está sendo exibido em todo o Brasil de forma colaborativa e participativa junto à sociedade. Entre no link https://agua.catarse.me e colabore para que o filme seja exibido na sua cidade!


 

 

Ficha Técnica

Produção: Cinedelia

Duração: 75 min

Coprodução: O2 Filmes.

Produção Executiva: André D'Elia e Fernando Meirelles

Direção: André D'Elia

Consultor de Conteúdo: Raul Silva Telles do Valle

Montagem: Raoni Reis

Som Direto: Diego Depane

Cinematografia: Federico Dueñas

Sound Design e Mixagem: Alan Zilli, Rosana Stefanoni e André Tadeu

Direção de Arte: Vital Pasquale

Platô: Digo Castelo Branco

Assessoria de Imprensa: Agência Lema

Trilha Musical Original: Fábio Barros e Gabriel Nascimbeni

866 visitas
CASE DA O2 - RIO CONTENT MARKET

frame 01 peq

 

Dia 26 de fevereiro às 10:15h, na sala 4 do encontro Rio Content Market, a diretora executiva e produtora da O2, Andrea Barata Ribeiro e a produtora Marcia Vinci, da área de entretenimento, apresentaram o modelo de negócio do case A Vaga, série documental realizada em co produção com a HBO, através do artigo 39.

 

frame 12 peq

 

A Vaga é uma série documental que acompanha atletas em quatro modalidades: boxe masculino, vôlei de praia feminino, judô masculino e ginástica artística masculina. Todos candidatos a representar o Brasil nas Olimpiadas de 2016. O processo de seleção para os participantes de uma competição olímpica envolve parâmetros altos e exige bom desempenho.

 

frame 13 peq

 

O atleta selecionado deve ter desempenho como dos melhores do mundo na sua modalidade.

 

A 2ª temporada da série está em produção e focaliza a intensificação dos treinamentos, a evolução de cada atleta e a batalha diária por bons resultados. A direção da série é de Rodrigo Meirelles.

438 visitas
O SENTIDO DA VIDA - DIÁRIO 1

Durante a viagem da equipe do documentário O Sentido da Vida, o diretor Miguel Mendes registra imagens para um diário de produção do longa. Este material será veiculado na TV portuguesa SIC, a maior emissora do país.

 

Confiram a primeira parte.

 

116 visitas
22 DE FEVEREIRO - A LEI DA ÁGUA

Escassez de água, aquecimento global, chuvas insuficientes, consumo consciente, crise hídrica, desmatamentos, preservação dos mananciais. Estes temas que preocupam e são vitais para a população estarão sendo discutidos no dia 22 de fevereiro após a exibição do documentário A Lei da Água. A exibição será às 20 horas no telão da Geodésica com entrada gratuita no Parque Augusta, em São Paulo (Rua Caio Prado, 350)

 

10801709 348446912015590 2403777945365250057 n

 

O filme A Lei da Água, dirigido por André D'elia é uma parceria da Cinedélia e da O2, com produção de Fernando Meirelles que esclarece as mudanças promovidas pelo Novo Código Florestal e a polêmica sobre sua elaboração e implantação.

 

Foram parceiros na realização do documentário o Instituto Socio Ambiental (ISA), WWF Brasil, a Fundação S.O.S. Mata Atlântica, o Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) e Bem Te Vi Diversidade.

 

 

O bate papo com a participação do diretor André D'Elia, Mario Mantovani, da S.O.S. Mata Atlântica, Marcelo Cardoso da Aliança Pela Água e Cláudia Visioni da Aliança Pela Água e Horta das Corujas será sobre a crise hídrica, desmatamento e ocupação urbana.

 

A página oficial do filme traz mais informações sobre o documentário e possibilita o contato com os realizadores.

706 visitas
VISITANTES NA O2

 

img 6070 edit peq

Na foto, da direita para a esquerda: Pedro Morelli, Julien Welter, Anne Delseth e Tatiana Martinelli.

 

Em 18 de fevereiro visitaram a sede da produtora na Vila Leopoldina, os curadores Anna Delseth e Julien Welter do Festival Internacional de Cinema de Cannes.

Anne Delseth é curadora da Mostra Quinzena de Realizadores e Julien Welter é da curadoria da Seleção Oficial do Festival.

 

Tatiana Martinelli, business affairs do departamento de cinema da O2, recebeu-os, acompanhada pelo diretor Pedro Morelli.

 

Os visitantes estiveram no espaço do grupo de profissionais que trabalha na animação do longa metragem Zoom dirigido por Pedro Morelli. Na sala de projeção da produtora assistiram o promo de Zoom que tem no elenco Gael Garcia Bernal, Jason Priestley, Don Mckeller, Mariana Ximenes e Claudia Ohana.

138 visitas